R$ 36,37
baixou
R$ 35,92
em até 3x sem juros no cartão de crédito
R$ 35,92 em até 7x sem juros no cartão Americanas
mais formas de pagamento
calcular frete e prazo
Este produto é vendido por Authentic Livros e entregue por Americanas, que garante a sua compra, do pedido à entrega.


5.0
Avaliações do produtoEste produto possui 1 avaliações com nota média 5
Avaliações do produtoEste produto possui 1 avaliações com nota média 5
(1)
100%100%dos clientes recomendam este produto
Mostrar opçõesPressione para revelar as opções existentes

  • Magia à moda brasileira

    Avaliações do produtoEste produto possui 1 avaliações com nota média 5
    Avaliações do produtoEste produto possui 1 avaliações com nota média 5
    14/02/2014
    Renata Ventura consegue expor em seu livro uma coisa muito rara nos dias de hoje: Orgulho da cultura brasileira. Explico. Numa época em que a cultura brasileira é reduzida a músicas com letras de baixo calão, apologia a atitudes violentas em pleno horário nobre na televisão e o completo descaso com a educação, o livro "A Arma Escarlate" joga luz naquela velha cultura tão brasileira e que deveria ser incentivada nas escolas, na mídia e em qualquer centro cultural. Vemos a cultura negra, os regionalismos brasileiros, a capoeira, o samba de roda e até mesmo a culinária representadas de forma magistral, com um humor refinado e a seriedade que todo assunto relevante merece ser tratado, além de apontar e discorrer sobre diversos problemas sócio-econômicos brasileiros com um domínio do tema invejável. Hugo Escarlate, o protagonista-mirim da saga, se vê confrontado por diversos dilemas éticos e morais que estariam um pouco acima da sua capacidade cognitiva, caso ele não fosse quem fosse. Nascido e criado nas agruras de uma favela carioca dominada pelo tráfico e abandonada pelo poder público, Hugo Escarlate é o retrato de milhares de crianças brasileiras arrancadas de sua infância pela crueldade de um sistema político e econômico que as despedaça sem piedade. Demonstrando que mesmo crianças e adolescentes necessitam compreender os meandros da delicada balança que distingue o Certo e o Errado, vemos Renata acertar a mão em cheio ao colocar na rota de um confuso Hugo diversos personagens que atuam como uma bússola moral: sua amada avó Abaya, o gênio-africano Griô, sua irritante amiga e vizinha de infortúnio Gislene e, lógico, Ítalo Twice, o extremamente bem trabalhado bruxo-espírita Capí! O livro é um presente tanto para todos aqueles que se consideram fãs da saga criada pela escritora inglesa J. K. Rowling, quanto para aqueles que amam um livro bem escrito. Renata Ventura certamente é uma das maiores revelações literárias recentes e certamente seus livros sobre como seriam as escolas de bruxaria no Brasil deixarão uma marca indelével na cultura pop tupiniquim.
    Gabriel Almeida